categorias

Category:

Poema do milho

Fora de estoque

Ana Lins dos Guimaraes Peixoto Bretas, pseudanimo de Cora Coralina, comecou a escrever poemas na adolescencia. Porem, publicou seu primeiro livro somente ao 76 anos. Poema do milho e um dos poemas deste seu primeiro livro Poemas dos Becos de Goias e Estorias Mais. A beleza dos versos de Cora Coralina esta em expressar as coisas simples e corriqueiras do cotidiano com palavras sabiamente escolhidas. Nesta obra, a autora revela, com expressiva naturalidade, o ritual do plantio e da colheita vivido pelo povo da roca. Seus versos, de uma simplicidade marcante, aliada a uma profunda experiencia existencial, trazem a tona a possibilidade de refletir sobre questoes sociais, entre elas, o uso da terra. Milho / Punhado plantado nos quintais./ Talhoes fechados pelas rocas. ( ) Milho verde. Milho seco. Bem granado, cor de ouro. ( ) Milho quebrado, debulhado/ na festa das colheitas anuais.

Coralina, Cora

De Medos e Assombrações

R$ 65,00

Coralina, Cora

Villa Boa de Goyaz

R$ 59,00

Coralina, Cora, Furnari, Eva, G, Meireles, Cecilia

Pé de poesia

R$ 59,00

Coralina, Cora, Munduruku, Daniel, Steen, Edla Van

Conto com você

R$ 59,00